quinta-feira, 3 de agosto de 2017

O Islã na Europa e na Austrália - 3 Notícias que Li Hoje


Vejamos a agressividade do avanço do Islã no Ocidente em três notícias.

1) A primeira vem do Reino Unido e observa o sistema jurídico britânico lidando com o Islã. O artigo do jornal Independent Journal Review compara dois casos. Um deles é que um grupo de três pessoas que detestam o avanço do Islã resolveram jogar sanduíches de bacon em uma mesquita. Foram presos, e um deles foi encontrado morto. O outro caso é de um muçulmano que abusou sexualmente de uma criança de 11 anos. O muçulmano foi liberado porque ele sustentava a casa e sua esposa não falava inglês. Tá nas ruas. Sanduíche de bacon (porque os muçulmanos detestam porcos) não pode. Abusar sexualmente de criança, se você for muçulmano, pode.

2) O segundo vem da Alemanha. Este país ia expulsar um muçulmano que estava prestes a cometer um ataque terrorista, mas a Corte de Justiça da Europa proibiu que o país fizesse isso. O muçulmano fica. Vejam o relato do caso no jornal Daily Caller.

3) O terceiro vem da Austrália. A Austrália proibiu a construção de uma sinagoga porque seria alvo de muçulmanos. Vejam o relato do caso no site Jihad Watch.

Assim, por medo, pela estupidez, e por anti-cristianismo e anti-judaísmo, o Ocidente vai deixando o Islã ficar, e ele não tem motivos para se tornar mais pacífico entre nós.


4 comentários:

flavio disse...

E podem se acostumar. E quem quer conhecer os santuários europeus, aproveitar em quanto é tempo.

Isac disse...

O prosseguimento do dominio constringente do Islã sobre o Ocidente e as autoridades daqui coniventes, melhor, subservientes para com eles - mais pareceriam dopados - seriam 99% causados por apostasia ao cristianismo católico e, como castigo, atacados de todos os lados por essas serpentes malignas.
Quaisquer diferenças entre os episódios das serpentes venenosas de Num 21,6 comparadas ao atual processo de capitulação acima seriam ao acaso!
Voltem para a Igreja, convertam-se que as serpentes, como vieram, retornarão de volta ou serão destroçadas!

Anônimo disse...

É......

RICARDO LIMA disse...

Por coincidência, dois destes três países são (ou já foram) majoritariamente protestantes (Alemanha e Inglaterra [Reino Unido]).

Coincidência? Acho que não. :(