domingo, 8 de dezembro de 2019

Francisco Iguala Trump a Herodes que Matou Crianças


Trump é saudado nos EUA
 como o presidente mais pró-vida da história dos EUA (por suas leis contra o aborto e o financiamento ao aborto, por suas indicações de juízes pró-vida, por ser o primeiro presidente a participar da marcha pró-vida), é o presidente que luta contra a ideologia de gênero na ONU e no mundo, é o presidente que exalta Deus e Cristo em celebrações de Natal (ao contrário de Obama, que escondia Deus e Cristo), é o presidente que aniquilou a ameaça do Estado Islâmico, é o presidente que deu mais empregos aos latinos na história dos EUA.

Mas Francisco acha que ele é Herodes, que matou crianças para tentar impedir o nascimento do "rei dos judeus".

Pois, para Francisco, Trump colocou um muro que separa as crianças dos seus pais mexicanos e não colocou um muro contra as drogas na fronteira do México.

Dá para comentar essas afirmações de Francisco? Não, não dá, são idiotas demais, nem o mais estúpido opositor de Trump chegou a tamanha asneira.

Mas para começar, crianças são usadas por "coiotes" para entrar nos EUA, justamente porque os EUA protegem as crianças. País que arriscam seus filhos em deserto tenebroso sabem disso. Quando crianças são encontradas aparecem muitos "pais" falsos. Trump não separa famílias, procura reuni-las, ficar nos EUA aí é outro assunto.

Sobre drogas, Trump está implorando para que o México deixe ele entrar lá para que ele possa combater os cartéis de drogas.

Em suma, só uma pessoa completamente gagá ou extremista radical porra-louca diria  tamanha besteira.

Vejam parte texto do Breibart.


Pope Francis Compares Trump to Herod, Who Tried to Kill Jesus


ROME — Pope Francis has compared U.S. President Donald Trump to the murderous King Herod who massacred innocent children in ancient Palestine while trying to kill the baby Jesus, a Jesuit journal revealed Thursday.

Speaking with his brother Jesuits during his recent visit to Thailand, the Argentinian pope minced no words in his thinly veiled condemnation of the U.S. president and his administration, suggesting that like a modern-day Herod, Mr. Trump separates families at the border while allowing drugs to freely flow into the country.

"In other parts there are walls that even separate children from parents. Herod comes to mind,” Francis said. “Yet for drugs, there’s no wall to keep them out.”

“I must admit that I am shocked by some of the narratives I hear in Europe about borders,” the pope said. “Populism is gaining strength.”
“The phenomenon of refugees has always existed, but today it is better known because of social differences, hunger, political tensions and especially war. For these reasons, migratory movements are intensifying,” he said.


4 comentários:

Adilson disse...

Sensacional postagem, dr Pedro.

Gostei de sua penúltima frase: "Em suma, só uma pessoa completamente gagá ou extremista radical porra-louca, diria tamanha besteira."

Tamos nua terrível situação: temos um papa tremendamente idiota e tremendamente inimigo da verdade. Esse papa é, sim, um impostor. Acho mesmo que o adjetivo certo é: USURPADOR. Esse homem está usurpando o Trono de São Pedro.

Isac disse...

Quem sabe seria de Lênin? CHAME OS OUTROS DO V É E ACUSE OS OUTROS DO QUE V FAZ?

Pedro Erik disse...

Obrigado, meu amigo. Sim, acho que você tem razão.

Abraço,
Pedro Erik

Wadson disse...

Pessoas cheia de ódio sempre usam ofender repetem sempre esses nomes. Nazista, Fascista, Herodes. Extra direita. Ninguém é mais nazista, fascista de quem sempre acusam com esses nomes. Ódio disfarçado de crítica indignada.