quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Francisco - Papa do Diálogo que Chama Católicos de Demônios



Francisco, entre jesuítas da Eslováquia, disse que existe um grande canal de TV católico que vivi falando mal dele, e que ele pessoalmente merece porque ele é um pecador, "mas a Igreja não merece. Assim, a TV faz o trabalho do demônio".

Essa TV provavelmente é a EWTN, maior canal de TV católico do mundo, fundado pela freira Madre Angélica, que possui excelentes católicos entre seus apresentadores. 

O que Francisco está fazendo é confundido ele com a Igreja. Se ele acha que merece que a TV fale mal dele, devia parar por aí. Dizer que  pessoas que trabalham em uma TV fazem trabalho do demônio é uma acusação seríssima vinda de um um papa. Por isso o que ele fez foi de uma irresponsabilidade gigantesca. Esse é o "papa do diálogo" que chama católicos de demônio. Ele chamaria o Talibã de filhos de demônio?

Cristo chamou o primeiro papa de Satanás, porque estava no caminho de Cristo. Francisco, um argentino, não lembraria isso para seus pares jesuítas. Ele se posiciona no lugar de Cristo chamando os outros de demônio. Cristo disse a seus apóstolos que o maior deles era aquele que mais servia aos outros, Ele não disse que os representantes Dele podiam se comportar como Deus.

Francisco fez agora pior do que ele fez contra Trump, ao dizer durante as eleições de 2016 que Trump não era cristão, porque Trump advogava construir um muro na fronteira com o México (hoje em dia seu candidato Biden sofre com a maior imigração ilegal da história dos EUA e tenta minimamente se proteger usando o muro que Trump construiu. Não ouvi nenhuma palavra de Francisco diante das imagens terríveis de famílias na fronteira do México. Se o presidente fosse Trump...)

Francisco também disse que tem gente que torce para que ele morra. Bom, sempre tem gente que torce para que ele papa morra. Quantos torceram pela morte de Bento XVI entre os esquerdistas? Bento XVI fez o favor de agradar a eles e renunciou.

Também se soube que o Vaticano de Francisco vai exigir vacinação e teste de Covid para entrar no Vaticano. Será que um católico pode alegar objeção de consciência e entrar? Eles não explicaram, obviamente não sabem o que significa ser católico.

Fico aqui pensando. Se a Argentina, terra de Francisco, sofre até hoje pela praga do peronismo, será que que vai acontecer o mesmo com a Igreja após a morte de Francisco. Oh, Deus, livrai-nos dessa cruz.



  

5 comentários:

Emanoel Truta disse...

Bom dia caro Pedro,

Mais uma palavra dita, mais uma confusão criada.

Como dizia a Irmã Lúcia, a confusão é generalizada.

Meu Jesus, misericórdia, pois pecamos é merecemos esse flagelo. Mas por vossa bondade, piedade de nós e de Vossa Igreja.

Viva Cristo Rei!

Pedro Erik disse...

Viva Cristo Rei!

E sim, meu amigo Emanoel, que Jesus tenha misericórdia.

Abraço

Isac disse...

QUÃO MISERICORDIOSO O FOI COM A DIOCESE DO PROLÍFICO EM SEMINARISTAS, DO CONSERVADOR D ROGELIO LIVIERES, MAS NEM TANTO - DESSA VEZ EXCEDEU, EXTRAPOLOU!
Automaticamente, ganhará mais antipatia e aversão dos conservadores por essas atribuições, confundindo-se com ele sendo a Igreja, mas não de sua possível ilegítima eleição, relatada pelas denúncias no post anterior por um dos conspiradores - ninguém mais insuspeito de veracidade da sacanagem e patifaria perpetradas, além de delator e alcagüete da Máfia de Saint Gallen que D Cardeal Daneels - ele mesmo um deles!
Os maçons, àquela época excomungados Vindice e Nubius, se acaso se destinaram ao inferno, nessas horas os sofrimentos lhes seriam mais atrozes, tendo em vista o caos que legaram à humanidade pela adoção dos tributários da ocultista maçonaria, o comuno-nazi-fascismo - satanismo, hoje os 2 últimos reunidos no primeiro, embora esse trio infernal seja farinha do mesmo saco!
Juntos à SS Virgem Maria e a seu Filho, Jesus, somos a resistência!

Adilson disse...

Hoje, minha convicção e entendimento é essa:

Nosso atual papa é a consequência última da situação da Igreja. Digo: SERIA IMPOSSÍVEL termos o atual papa se a Igreja Católica de Roma e suas arquidioceses e dioceses espalhadas pelo Ocidente não estivessem em grave problema.

Conclusão: é vã, e continuará sendo vã, nossa preocupação e indignações diante do atual papado. Pois, não se entende problemas combatendo efeitos, mas as causas, os princípios das causas. Nosso papa é, pois os efeitos de algo que causado lá trás, iniciado lá trás.

Hoje, entendo, a partir de DOIS GRANDES acontecimentos: 1) as aparições de Fátima e 2) a vida de são padre Pio, modelo de sacerdote.

É impossível termos uma IGREJA CATÓLICA sem sua parte mística (sem aqueles sinais que o SENHOR disse que seguiram os apóstolos).

Foi afastar isso (por julgar fanatismo) da Igreja e dar as costas aos dois grandes acontecimentos acima citados, que um papado como o atual conseguiu ser eleito.

Pra mim não HÁ NADA que possamos fazer senão: REZAR (e muito, muito, muito, muito ad infinitum), PENITENCIAR, COMUNGAR.

Nosso lugar não é neste mundo. E este mundo não para nós. Deixemos, pois, este mundo para os que o amam e aqui depositam suas esperanças e prazeres

Pedro Erik disse...

Você tem fundamentalmente razão, meu amigo. Mas há um detalhe. O Filho do Homem (Cristo) disse que devemos ser a Luz do Mundo, o Sal da Terra. Assim, nós leigos não podemos apenas rezar. Devemos lutar mesmo sem ver chance de sucesso.

Grande abraço,
Pedro Erik