quarta-feira, 24 de novembro de 2021

EUA: Mais Gente Morreu de Covid em 2021 que em 2020, Apesar da Vacinação


Bom, já passou da hora de discutir a efetividade das vacinas. O resultado de mortes de Covid nos EUA é assustador,  uma vez que ocorre no país mais rico do mundo e que possui os melhores hospitais do mundo. 

Em 2020, ninguém foi vacinado nos EUA, agora 59% dos americanos estão vacinados.

Esse assunto não é assunto por aqui, pois afinal Trump, o "negacionista" na cabeça da mída, já saiu. Biden que jurou que Trump fez tudo errado com a Covid, disse que iria corrigir tudo. E ninguém sabe dizer por lá nos EUA o que Biden fez.

A concentração das mortes nos EUA se deu durante o inverno entre 2020 e 2021. Mas este ano, a curva de mortes passou a subir a partir de agosto, entre verão e outono. Estranho, difícil explicar que foi o clima.

Vou traduzir aqui o que disse o site Zero Hedge sobre as mortes de Covid nos EUA:

Mortes de COVID nos EUA em 2021 ultrapassaram o total de 2020 ... Apesar das vacinas, tratamentos

by Tyler Durden

COVID-19 matou mais pessoas em 2021 do que em 2020.

O vírus foi relatado como a causa básica de morte (ou uma causa contribuinte de morte) para cerca de 377.883 pessoas em 2020, sendo responsável por 11,3% das mortes, de acordo com o CDC. Na segunda-feira, mais de 770.000 pessoas morreram nos EUA de coronavírus, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. Isso significa que 15.000 a mais pessoas morreram em 2021 de COVID-19 do que no ano passado - e ainda falta mais de um mês.

Isso aconteceu apesar do fato de que no ano passado nenhum americano foi vacinado (agora 59% de todos os americanos elegíveis receberam a vacina "salva-vidas") e cerca de 17% receberam injeções de reforço ...

O número de mortos em 2021 nos EUA pegou alguns médicos de surpresa. Eles esperavam vacinações e medidas de precaução, como distanciamento social e eventos públicos reduzidos para conter a propagação de infecções e minimizar os casos graves. Mas o The Wall Street Journal tem sua própria explicação, sugerindo taxas de imunização abaixo do esperado, bem como fadiga com medidas de precaução como máscaras que permitiram que a variante Delta, altamente contagiosa, se propagasse, principalmente entre os não vacinados, dizem os epidemiologistas.

Entre os erros, o Dr. Abraar Karan, médico de doenças infecciosas da Universidade de Stanford, disse que as autoridades de saúde pública não comunicaram com eficácia que o objetivo das vacinas é proteger contra casos graves de Covid-19 em vez de prevenir a propagação da infecção inteiramente, o que pode ter levado alguns a duvidar da eficácia das vacinações.

O CDC também tem uma desculpa, alegando que houve uma subcontagem maior de mortes de Covid em 2020, quando a doença era mais recente e a escassez de testes dificultava a confirmação de algumas infecções.

As mortes continuam concentradas em pessoas mais velhas (81% das mortes em 2020 ocorreram entre pessoas com 65 anos ou mais e 69% da mesma coorte em 2021).

Ainda poderia ser pior (e ainda poderia ser se esta tendência continuar nos EUA) ...

“A vacina não é uma panacéia”, disse Ana Bento, epidemiologista da Indiana University-Bloomington.

Bem, isso está claríssimo agora!

Isso não deveria acontecer ...


9 comentários:

Wadson disse...

Segundo Luc Montagnier poderiamos estar livre da pandemia no princípio de 2021.Mas as vacinas (soro, tratamento genético, etc.) provocaram as variantes. Não se usa imunizantes em uma situação pandêmica. Segundo Mike Yeadon há correlação de mortes com as vacinas. O mundo nunca vai aceitar seus erros, apesar de Bill Gates e Anthony Fauci confessarem que as vacinas fracassaram. O terror vai aumentar.

https://religionlavozlibre.blogspot.com/2021/11/las-muertes-son-ahora-un-30-mas-altas.html

Anônimo disse...

Olá amigo!
Que coisa complicada...
Bem, em 2020 a pandemia estava começando. Talvez seja isso.
Como estão os dados de infecção, o sr. sabe? Na Europa, essa 5ª onda é principalmente entre não vacinados, embora (e felizmente) as mortes sejam muito mais baixas.
Um abraço,
Gustavo.

Isac disse...

TENHO ABSOLUTA CERTEZA QUE ESSA VACINA DA NOM ERA PARA O NOSSO BEM! ASSEGURADAMENTE - PARA O NOSSO BEM!
Existem muitas (des)informações globalistas propositais a respeito de os não vacinados estarem transmitindo o vírus para os vacinados; afinal, de uma vacina eficiente, supõe-se automaticamente imunização e os casos mostrados por alguns anti sistema, anti eficiência das vacinas, possui dados alarmantes de óbitos de supostamente imunizados.
Outro fator nada convincente é da exaltação pela mídia globalista como panacéia anti viral para o COVID-19; deveria subtender para todas as variantes que eventualmente aparecessem e o caso, por ex., da Pfizer que provocaria em determinadas pessoas sintomas graves de endocardite - embora sites fora do sistema...
Quantos já faleceram imediatamente após a vacina? E o caso do "embaixador da saúde" falecer 03 dias após vacinar-se, embora o esquerdista UOL bloqueou o caso, posteriormente ao procurá-lo, porém eu vi, um cara muito "saradão"!
E o caso de 39 atletas que adquiriram sérios distúrbios e diversos faleceram, todos eles, antes com plena saúde, reportado direto da Alemanha por um repórter alemão que cuida muito desse quesito e que fala português - Caio, o alemão - no You Tube, mas usando termos dedutíveis, velados, para quem "entende", nada às claras, senão os algoritmos barram e/ou seu site, se escrito, será censurado e desmonetizado - senão extinto do Metaverso!
A mordaça tá brava, não é, Dr Pedro?
E o projeto da NOM de reduzir a população mundial para 500 000 000 de pessoas porque a "Mãe Terra", por sinal - concepção "muy católica" - demograficamente está sofrendo demasiado?
M'engana, qu'eu gosto!
* "Levantar-se-á nação contra nação, reino contra reino, e haverá fome, peste e grandes desgraças em diversos lugares". Mt 24,7.
*claret.org.br/biblia

Pedro Erik disse...

Gustavo, se você tiver esses dados de que as mortes na Europa são principalmente entre não vacinados, me mande por favor.

Abraço

Emanoel Truta disse...

Encontrei essas informações. Espero que ajude.

https://dailyexpose.uk/2021/11/25/pandemic-of-fully-vaccinated-89-percent-covid-deaths-vaccinated/

Eles mostram dados de relatórios governamentais.

Viva Cristo Rei

Anônimo disse...

Olá amigo!
(deu erro no comentário por isso estou reenviando)
Eu tirei a informação da última parte de uma reportagem da BBC disponível no link:
https://www.bbc.com/portuguese/internacional-59391311

Destaco o trecho:
"A Áustria, por exemplo, registrou no fim de 2020 um pico de 800 infecções e 14 mortes por 1 milhão de habitantes. Agora, registra cerca de 1.400 infecções e menos de 5 mortes por 1 milhão de habitantes.

Além disso, há relatos de médicos que apontam uma proporção muito mais alta de pessoas não vacinadas nas UTIs, em relação às vacinadas. Em alguns hospitais, há praticamente apenas pessoas não vacinadas internadas. "

Cordialmente em Cristo,
Gustavo.

Pedro Erik disse...

Obrigado, meu caro amigo Gustavo.

Eu precisava de dados estatoiscos com boas fontes. Informação tipo"relatos de médicos" e "alguns hospitais" não é confiável o suficiente. Procuro dados bem mais convincentes.

De toda forma, muito obrigado.

Grande abraço

Anônimo disse...

O sr. tem razão. Às vezes confio demais na imprensa. rsrs
Se eu achar eu envio.
Um abraço e bom fim de semana.
Gustavo.

Pedro Erik disse...

Hoje em dia não se pode confiar nem no papa, hehehe.
Abraço, grande Gustavo.